27/08/2014
Percebi nesses dois anos e meio de reeducação alimentar, que após aprender que alguns alimentos são “nocivos”, a gente começa a ficar meio paranoico, tratando certas comidas como coisas do mal.

É claro que sabemos que refrigerantes, bebidas alcóolicas, e doces cheios de calorias “vazias” não fazem bem em nenhuma circunstância. Mas após aprender mais sobre alimentação, essa percepção sobre comida ruim acaba sendo ainda maior.
Passamos a olhar com reprovação pães branco, arroz branco, a farinha branca em geral. Além disso ficamos muito mais críticos em relação a nutrientes, quantidade disso ou daquilo, e restringimos ainda mais nosso paladar.
Somos bombardeados de informações o tempo inteiro, que o pão integral não é integral total, que o glúten não é bom, que a laranja é muito calórica e que devemos ter cuidado com a  frutose, que o chocolate faz bem, mas somente o amargo, e que o açúcar é uma substância tão viciante quanto uma droga, que o light é diferente do diet, que devemos comer mais fibras, e sem contar nos alimentos que vem surgindo a cada momento prometendo reduzir a gordura abdominal e ajudam a acelerar o metabolismo.
As revistas exibindo shapes esculpidos com uma boa alimentação e atividade física, mas que diz que aquilo ali foi fruto do chá seca barriga que veio da Malásia (rs), gente, quantas promessas, quantas informações, e quantas coisas nos falam o tempo inteiro.
É claro que hoje como estudante da área eu entendo que existe muito marketing em volta de tudo isso, porque esse mercado move demais a economia, já que as pessoas se esqueceram da saúde durante um tempo para se dedicar ao trabalho, ou porque realmente nosso estilo de vida mudou muito, e hoje temos que pagar o preço para ter uma melhor expectativa de vida.
Existem estudos que mostraram que pessoas que nunca fizeram nenhum tipo de dieta na vida, tem muito menos chances de desenvolver algum tipo de transtorno alimentar, principalmente a compulsão.
Essas pessoas comem doces quando estão com vontade, e muitas vezes um pedacinho já a satisfaz. Em sua maioria, comem quando sentem fome apenas, e não ficam pensando em comida o dia todo.
Eu conheço gente assim, está em casa com fome, olha para a fruteira, come uma fruta e está tudo certo. Só irá se preocupar de novo com isso quando sentir fome, provavelmente no jantar.
Mas infelizmente não é assim com todo mundo. A grande maioria das pessoas se obesas, se preocupam em ficar comendo o tempo inteiro, e pior sem nenhum tipo de escolha, apenas comem. E outros que tiveram problemas com peso, estão sempre preocupados igualmente com comida, mas com o fato do que não devem comer ou o que podem comer.
Será que mais sadio não seria pensar apenas em comida como comida, para saciar a fome? Eu não estou aqui dizendo pra você ir a padaria comprar 4 pãezinhos pra comer esta tarde com manteiga, porque não faz mal ou não engorda.
Mas será que se permitir um pão com manteiga de vez em quando e sem culpa, quando não tem o pão que você prefere por causa da sua dieta não seria normal?
Eu acho que sim, e num outro post eu vou contar uma atitude que tomei por conta de tudo isso, e que acho que também poderá ajudar muita gente.
Aguardem!
bjus

Compartilhe com os amigos:
Comentários 0

Leia Também

  • Desconecte-se
  • Dietas retritivas
  • Por um mundo com mais autenticidade e menos Photoshop
  • Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog: