04/12/2015

Ufa, enfim estou escrevendo este post para comemorar! o/

Mais uma etapa vencida na minha vida, agora falta o último semestre da faculdade, apenas mais 6 meses e finalmente vou realizar um grande sonho, ser Nutricionista, nem acredito!

Hoje apresentei a primeira etapa do meu Trabalho de Conclusão de Curso, com um tema que eu realmente gostaria de tratar, mas confesso que tinha um certo receio por ser um assunto pouco explorado até o momento.

tcc_coramax
Meu tema é sobre a Influência do Vegetarianismo para o Desempenho Esportivo. Um tema que muito me interessa por achar que realmente há uma tendência mundial para a prática do vegetarianismo, e aliar isso a Nutrição Esportiva faz mesmo meu coração bater mais forte. Tenho uma orientadora e Dra. na área esportiva para me auxiliar, então acredito que estou em boas mãos e no caminho certo para desenvolver um bom trabalho. Para mim, o esporte, seja ele qual for, deveria ser parte da vida de todo mundo. Aos poucos, com o aumento da expectativa de vida e longevidade também acredito que muitas pesssoas estejam se preocupando mais com isso, não de forma estética, mas de qualidade de vida mesmo.


E eu não sou vegetariana, mas admiro e tenho simpatia sim por este estilo de vida, que demonstra muito amor a todas as formas de vida, e ao meu ver tem muito mais a ver com o respeito ao meio ambiente. O que seria do nosso mundo se não fossem os vegetarianos e as pessoas que se preocupam com a vida dos animais, em todas as suas espécies? Devemos a eles sim, com certeza gratidão por se abdicarem disso, para que nosso planeta ainda não tenha entrado em colapso.

Hoje vejo muitas crianças que já não querem comer carnes simplesmente porque não gostam, e acredito que como profissional da área da saúde no futuro é meu dever adequar e balancear a dieta para todos os estilos de vida respeitando não só a individualidade bioquímica de cada um, mas também suas crenças e valores. Por isso, eu abracei esse tema com tanto carinho.

E hoje depois da apresentação, fiquei muito feliz, pois a minha coordenadora de curso e membro da banca, profissional competentíssima em sua área, adorou o meu tema e inclusive sugeriu que eu fizesse um trabalho de campo, já que as pesquisas nesta área são muito escassas e o meu trabalho até o momento foi revisão bibliográfica. Eu fique feliz demais por isso e realmente vou me esforçar para tentar fazer então a coleta de dados para tal.

Eu já havia pensado nessa possibilidade no início, mas este ano de 2015 foi muito corrido, muitas emoções, problemas dos quais não quero ficar comentando aqui porque acho que dificuldades na vida todo mundo tem. E o meu trabalho aqui é motivá-los e não ficar lamentando, certo? Ninguém gosta de ficar vendo tragédias da vida alheia, estamos aqui para somar, para ensinar e aprender a ser melhores, e isso só funciona quando cada ser humano doa o seu melhor. Ao menos é assim que eu penso e gosto de levar a vida.

Meus próximos 6 meses serão de muito trabalho com certeza, mas estou feliz, sinto-me no caminho certo, na direção que tanto sonhei profissionalmente e sempre passo aqui para atualizá-los, para saberem que assim que tudo isso acabar nosso blog volta a todo vapor. Eu tenho mil projetos para o blog e para o nosso canal também, mas tudo tem sua hora, e meu tempo agora é mesmo de dedicação à faculdade nessa reta final. Depois, só alegria!!

Um grande bju

Compartilhe com os amigos:
Comentários 0

Leia Também

  • Hamburguer de grão de bico – vídeo
  • A grama do vizinho é sempre mais verde
  • Risoto de proteína de soja e brócolis
  • 20/09/2015

    Oi genteeee, que saudades!


    Minha vida anda uma loucura e eu estou sem tempo até de dormir direito.

    Vamos lá, só pra dar uma atualizada em vocês, último ano da faculdade, o que quer dizer que além do TCC, na área da saúde temos o estágio obrigatório “NÃO REMUNERADO”, que isso fique bem claro, porque além de trabalhar de graça na área, para cada estágio é preciso entregar um relatório de tudo que aconteceu no módulo + um artigo científico ou algum estudo de caso, depende do que é determinado pela coordenação da faculdade.

    Isso tudo pra dizer que minha rotina está mais ou menos assim, 3 x por semana, faço estágio das 7:00 as 13:00 e depois vou correndo para o meu trabalho, e fico até as 22:00 ou 23:00 depende muito do horário que entro a tarde, enfim. Nos outros dois dias da semana que não tenho estágio, tenho aula normal na faculdade, ou seja, não tenho vida!

    Por esse motivo, não consigo vir aqui atualizar o blog, porque apesar de vez em quando eu postar uma receita nas redes sociais, aqui precisa dedicar um pouquinho mais de tempo, editar as fotos e escrever tudo bonitinho né? Quem acha que blog é bobagem é porque nunca teve um ou não faz a coisa direito. #prontofalei.

    Mas seguinte, eu descobri também uma outra plataforma que apesar de mega trabalhosa também, tem um público mais rotineiro, ou seja, muita gente prefere ver um vídeo, a ler uma receita. É muito mais dinâmico e rápido “pra quem assiste”, e hoje o Youtube está crescendo cada vez mais. Eu estou atualmente com mais de 6 mil incritos (o que não é quase nada), porém tenho tido mais comentários por lá, gente pedindo pra eu gravar receitas, e me dando um feedback muito positivo dos pouquíssimos vídeos que tenho gravado até hoje.

    Por isso, o pouco tempo que tento me dedicar as redes, acabei optando mais pelo Youtube, pois é onde as pessoas tem pedido mesmo mais post, etc.

    Espero de coração que entendam, e vou colocar uns vídeos aqui pra atualizá-los.
    “- Ah, Vanessa, você está querendo dizer que não vai mais escrever aqui? Que vai se dedicar apenas ao Youtube?”
    Não é bem isso, mas estou dizendo que enquanto não acabar essa minha rotina louca do final da faculdade eu não consigo fazer bem as duas coisas, e se meus leitores mais assíduos e participativos estão no canal do Youtube, é mais para eles que eu preciso voltar minha atenção no momento, pelo menos até conseguir tempo para as duas coisas simultaneamente, entenderam?

    Por enquanto vou atualizando o blog com os vídeos de lá, e assim que possível intercalo postagens por aqui para vocês de diversos assuntos como sempre fizemos. Peço só um pouquinho de paciência, afinal este ano já está praticamente no fim, dezembrão tá chegando, e é quando estou de férias da faculdade e finalmente ano que vem, em julho, de Deus quiser estarei formada, com meu CRN em mãos, podendo inclusive fazer meu trabalho como Nutricionista que é meu grande sonho. Tá chegando gente! o/ 

    Um grande bju, nos vemos no Youtube. 

      
    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Semana sem post
  • Quanto custa ser saudável?
  • Semanas de provas
  • 17/02/2015

    Oi gente, tudo bem por aí?

    Como vocês sabem eu não viajei no carnaval e aproveitei pra descansar, e olha isso eu realmente fiz viu? Teve um dia que dormi 12 horas direto. Ahhh que delícia!


    O problema é que dei uma abusada na alimentação, porque resovi não me apegar a isso, queria mesmo era ficar “de pernas para o ar”.
    Sábado passei o dia fora, fui na Santa Ifigênia atrás de umas coisinhas aqui pra casa e um acessório pra melhorar nossos vídeos do CANAL (depois eu conto). E mais tarde, neste mesmo dia fomos até São Bernardo na rua Jurubatuba. Quem mora por aqui no ABC já deu uma passadinha lá pra ver quanta coisa linda?

    Dá vontade de levar tudo e decorar a casa toda. Mas calminha né? Uma coisa por vez. Bom, o fato é que como saimos muito cedo de casa eu estava apenas com o café da manhã e por volta das 3 horas da tarde fomos à uma padaria lá perto pfra comer um lanche.

    Eu me rendi então à um x salada, simmm, e eu nem me lembro a última vez que eu tinha comido um lanche desses.
    Tava gostoso sim e eu comi sem dó. Então depois de esperimentar uns 50 sofás, finalmente achamos aquele pra chamar de nosso o/. Entre as negociações e tudo, saímos da loja mais de 8:30 da noite. Já em casa, mortos de cansados, fomos de novo da praticidade: PIZZA.

    No dia seguinte no café da manhã, meu estômago não estava muito legal, fui de tapioca com queijo e até aí ok.

    Um pouco mais tarde, como já parecia que estava tudo bem e eu estava novamente envolvida com outros afazeres nem me preocupei de novo com o que ia comer, a fome veio e eu comi de novo a pizza que sobrou do dia anterior.

    Quem me acompanha no INSTAGRAM e FACEBOOK, viu que meu café da tarde foi um bolo delicioso que meu marido fez.

    Nosso forno chegou e queríamos estrear com um bolo pra ver se estava funcionando direitinho. Depois quando a cozinha tiver pronta eu faço um post sobre as minhas impressões da diferença do forno elétrico pra o a gás tá?

    Pois continuando, fomos ao cimema e veio então aquela pipoca LOTADA de manteiga, juntamente com um balde horroroso de refrigerante zero (credo como pode ser tão ruim), mas ok, nem tomamos a metade e foi sem querer que meu marido perguntou, pode ser coca zero? Eu lá entretida na conversa com a minha prima respondi que sim, e depois nos arrependemos, porque refrigerante já é bem ruim, e esses de cinema cheio de gelo então, eu heim, que horror! Nem tomamos.

    Já em casa, estávamos com fome e como era muito tarde, só nos restou de novo pedir mais uma pizza.

    Bom, na segunda feira de carnaval, eu acordei com uma dor insuportável de estômado, daquelas que você nem aguenta olhar pra comida, e o pior de tudo, meu intestino estava preso de tanta porcaria que comi.
    Meu corpo respondeu bem mal a isso, e foi então que lancei mão de uma dieta mais branda.

    Tínhamos um churrasco pra ir, e eu acabei desistindo, a ressaca das porcarias não me deu ânimo, além da dor, e eu preferi ficar deitada.

    Comi tapioca, tomei algumas xícaras de chá de hortelã  (que ajuda na digestão), e fiz uma sopa de legumes bem leve para comer no almoço, que vou ensinar a receita depois aqui.

    O que levei de tudo isso?

    Comer bobagens é uma delícia e é saudável pra mente, porque a gente não se tortura quando foge a regra. Mas passar mais de dois dias somente com essa dieta sem nada a agregar para quem tem uma alimentação saudável é horrível, muda todo o funcionamento do corpo e ele responde como pode né? Dores de estômago, intestino preso, enfim, é preciso desitoxicar o coitadinho pra ajudá-lo a se recuperar.

    Tem um post AQUI e outro AQUI  onde dei dicas de uma dieta leve e nutritiva pra ajudar o corpitcho a se recuperar.
    Fique ligado que o próximo post teremos a receita da sopa, e vamos juntos que o carnaval já tá quase acabando, vamos nos preparar pra voltar a rotina sem maiores danos né?

    bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Diário do fim de semana
  • Vamos começar a mudar?
  • Novo Lar
  • 23/01/2015


    Gente!
    *imagem google

    Lá vem eu outra vez com papo de mudar de academia, mas tudo bem eu explico. Ano passado eu contei neste post AQUI que tinha voltado para a academia feminina que ficava perto do meu trabalho, e que estava muito satisfeita, depois de me irritar demais em treinar na rede SMART FIT. Simplesmente porque a unidade que eu treinava aqui da Av. Paulista é muito cheia no horário de pico e eu não conseguia fazer meus treinos e chegar na faculdade a tempo.

    Então optei por voltar pra atividade física em forma de circuito, e não tenho nada a dizer da academia, que sempre atendeu todas as minhas expectativas.

    Acontece que este ano, terei apenas dois dias de aula por semana na faculdade, o que vai mudar novamente a minha rotina. Estudante é assim, a cada semestre uma surpresa.


    Depois das férias e da mudança de casa, tenho sempre prezado pelo meu bem estar e tranquilidade e isso inclui utilizar o transporte público fora de horário de pico. Eu entro bem cedo no trabalho, às vezes as 6:50h já estou trabalhando. E claro, por esse motivo também saio cedo, num horário em que o metrô ainda está tranquilo, até com lugares pra sentar. Isso faz com que meu ritmo de stress tenha diminuído bastante.

     Acontece que, indo pra academia logo após o expediente, ao terminar o treino, o transporte público já está novamente entrando no horário de pico, e isso estava me desmotivando. Porque se eu tivesse que ir pra faculdade, ok, não teria escolha, mas passar por todo esse transtorno pra ir pra casa, não tava dando certo, e comecei a boicotar os treinos de novo. Em 20 dias de janeiro, fui apenas uma vez. 

    Foi então que decidi procurar uma outra atividade perto de casa, visto que, após 3 anos seguidos eu estava também meio “saturada” de musculação.
    Todo mundo está careca de saber os benefícios da musculação, mas é mais importante fazer uma atividade que sinta prazer, do que fazer uma somente por obrigação.

    Vejam bem, eu não odeio musculação, mas pra falar a verdade eu gosto mesmo é do resultado que ela dá. Em relação ao bem estar, quando você termina o treino é ótimo e o que faz com o corpo, ainda não vi nada igual. Mas acontece, que tenho mesmo pensado este ano sobre o bem estar de forma geral, principalmente mental, e por isso, tava afim de fazer uma atividade mais divertida, que eu pudesse dar risada, que não me exigisse tanta disciplina, mas que fosse mais um momento de descontração no meu dia. Primeiro veio meu interesse pela yoga, que vou contar em breve pra vocês. Mas pra dar aquela ajudada na queima de calorias, e ainda ser bem divertido me interessei pela Zumba.

    Juntei o útil ao agradável, mudei para uma academia perto de casa, bem pertinho mesmo, pra ir a pé. E que tem aulas de tudo que a gente possa imaginar, a zumba que eu tanto queria, pilates, jump (que eu sempre gostei de fazer), spinning, step, alongamento, ginásticas em geral, dance, lutas, e um grupo que pratica corrida no parque, não é o máximo?  E também tem a área de musculação, para quando eu quiser voltar, ou se eu quiser intercalar aí os treinos, pode ser que eu faça umas duas vezes na semana, vamos ver.

    Eu agora só quero ser livre, fazer o que meu coração mandar e eu tiver com vontade. Passei muito tempo com regras, me obrigando a fazer certas coisas por imposição minha de perfeição. Passei um ano inteiro entre: trabalho, treino, faculdade, cuidando da casa, cozinhando aos finais de semana, dormindo muito pouco e quase nada de tempo me divertindo de verdade. E quando a gente obriga nosso corpo a fazer alguma coisa que ele não está mais curtindo, acaba não sendo proveitoso, era o que estava acontecendo comigo, eu me obrigava a treinar porque sabia que fazia bem e também porque era a única opção no horário que eu tinha. Eu gosto de atividade física e não sei mais viver sem, mas acredito que variar as modalidades, ajuda a motivar ainda mais, e estimular o corpo e mente de diferentes formas. Porque aprendi, que pode sim ser prazeroso, e a diversão está mais fadada ao êxito do que as obrigações.

    Um bjaum e bom fim de semana!

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 2

    Leia Também

  • Minha vida e a atividade física
  • Nova academia
  • Gerenciamento do tempo
  • 01/01/2015
    Ahhhh que delícia, eu adoro início de ano!
    Uma folha branquinha pra começar a escrever mais uma parte da nossa história.

    Ainda mais que estou cheia de esperança de que este ano será melhor que o ano passado. E como todos os anos eu tenho sim as minhas listinhas, meus planos e metas, porque isso é que move a minha vontade e me dá energia para que tudo seja muito melhor.
    Vou enumerar aqui algumas coisinhas que vou fazer este ano pra vocês. Nada muito absurdo, mas são coisas que tenho em mente e escrevendo aqui, vou sempre me lembrar de “onde estou” e quanto falta pra chegar lá.
     1. A primeira coisa que quero, e vou fazer um post pra vocês sobre isso, é me dedicar a atividades que me trazem paz e tranquilidade e optei pela Yoga. Quero aprender a me desligar desse mundo louco, do barulho, do stress do cotidiano. Estou muito animada com isso!
    2.  Quero emagrecer 5 quilos, os mesmos que por motivos que já contei AQUI, engordei ano passado. Um novo ano, uma nova rotina (menos turbulenta) vão me ajudar.
    3. Vou fazer um curso de Photoshop. Há anos tenho essa vontade, porque eu adoro esse tipo de coisa, fotografia, arte, imagens, mas sempre adiei tudo isso, pois para a minha profissão, não acrescentava em nada. Mas agora, vou fazer tudo que eu gosto e tenho vontade, independente se vai ser bom para a minha vida profissional ou não, quero e vou fazer aquilo que gosto e me faz bem. E adivinhem? Já estou matriculada, (ihuu) aliás, ansiosíssima pra começar.
    4. Quero ler mais livros. Sempre gostei, e ano passado, mal tive tempo de abrir 2 ou 3 deles.
    5. Quero andar mais de bicicleta. Gosto muito da sensação do vento no rosto, e agora com as bikes aqui em casa ficará mais fácil.
    6. Quero diminuir ainda mais o consumo de industrializados e carne vermelha na minha vida. Meu objetivo não é me tornar vegetariana, porque eu gosto e acredito que preciso de carnes, mas sei que a digestão dela é mais lenta e minha intenção é cada vez mais deixar meu corpo mais “leve”.
    7. Quero ver mais filmes e séries. Coisa que eu amo fazer, e fiz pouquíssimo em 2014, e vocês já sabem essa parte da história.
    8. Quero ser cuca fresca, e aprender a não esquentar a cabeça, porque isso não adianta nada.

    9. Quero receber mais amigos e família em casa, porque não teria objetivo nenhum comprar uma casa maior se não fosse para receber mais alegria e amor.
    10. Quero cuidar do meu blog com mais carinho e fazer muitas receitinhas em vídeo pro nosso canal, e assim, nos aproximarmos ainda mais. Eu amo muito isso aqui.
    11. Quero cuidar mais da minha pele, porque sempre deixei isso para a última coisa da lista. Meu cabelo, unhas, roupas, sempre vieram à frente. Mas sinto que preciso mesmo cuidar da pele, principalmente do rosto, porque afinal de contas, não sou mais uma menina de 20 anos né? Rs
    12. Quero principalmente ter um ano mais tranquilo, e vou me cercar de tudo que puder para sentir paz e calmaria. E sei que grande parte disso começa dentro de mim mesma. Vou trabalhar principalmente a minha cabeça para lidar com as dificuldades sem ansiedade e stress. Tudo tem seu momento, devemos trabalhar sim, mas na medida do possível, porque de nada adianta se desesperar. Um coração tranquilo saberá tomar as melhores decisões e aceitar com sabedoria o que tem que ser.

    E vocês? Quais são as suas metas para 2015?
    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 1

    Leia Também

  • Nova Rotina de treino
  • Minha vida e a atividade física
  • Chegou a semana da mudança
  • 20/12/2014

    Olá queridos, tudo bem?
    Acho que desde o ano de 2012, quando iniciei a minha reeducação alimentar, nunca fui tão descontrolada com a minha alimentação como neste ano de 2014.
    Tudo começou com muitas jacadas já no início do ano e o desespero e arrependimento batendo fundo logo após, e a promessa de que no dia seguinte seria diferente #soquenão. Em seguida, depois de muito brigar comigo mesma por não ter me controlado diante de uma barra grande de chocolate, eu resolvi aceitar que o período de restrição que passei quando fiz reeducação alimentar, havia despertado em mim aquela compulsão.

    Decidi então acatar a ideia de um docinho todos os dias e entender essas escapadas como algo normal na dieta. O que funcionou muito bem, pois me permitindo comer um pedacinho, a vontade de comer doces aos poucos foi sendo cessada. No meio do caminho troquei de academia e voltei a treinar com vontade, e isso também me ajudou a dar mais pique pra manter a dieta, além é claro, da serotonina inibir a vontade de comer bobagens. Nesta época eu já havia ganhado uns 2 quilinhos, mas mesmo assim estava me sentindo ótima.

    Estava tudo indo bem, até que chegou o período das provas finais, juntamente com a reforma do apartamento novo. A data da mudança se aproximando, e neste momento a única saída que tinha era deixar a academia, porque o período entre o fim do expediente no trabalho e o horário da prova é o único momento que tenho para estudar. E essas provas eram as últimas do semestre, e eu tinha que passar logo pra não ter que ficar de exame e adiar ainda mais as férias.
    E foi neste momento ali estudando pras provas que a dieta foi pro espaço. Eu não levava nenhum lanche, nem comida, visto que por causa do tempo escasso no fim de semana, não estava mais cozinhando e quase nem mesmo indo ao supermercado. Almoçava na rua, no restaurante de quilo, e até me saía bem nas escolhas, o problema maior eram os lanches intermediários. E quando chegava na faculdade à tarde, eu e as meninas estudando feito loucas, pirávamos nas balinhas de gelatina daquelas bem azedas, salgadinho, coxinha, pão de queijo, sorvete, açaí e muitas porcarias. Em aproximadamente um mês e meio engordei de 2 a 3 kg. Cheguei em dezembro cerca de 5 quilos a mais do meu pelo habitual.
    Eu sempre prego que não devemos nos basear em ninguém, e não nos comparar com qualquer outra pessoa. O importante mesmo é olhar no espelho e gostar do que vê. E definitivamente, olhar no espelho e ver as minhas bochechas muito “fofas”, inclusive diminuindo o tamanho dos meus olhos e ver um “papo” tomando forma no meu rosto, ME INCOMODA.
    Quando você não se sente bem porque pro seu gosto não está bom, aí sim acho que é hora de fazer algo. E não porque o mundo inteiro está pregando a magreza.
     As calças apertadas na cintura e a leve dificuldade em vestir suas próprias roupas, na minha opinião, é o motivo de injeção de ânimo pra modificar as coisas, porque quando não estamos contentes, precisamos tomar atitude pra melhorar, seja lá o que for na nossa vida.
    E daí o que me resta? Lamentar e chorar? Fazer uma dieta restritiva e me matar na academia? NADA DISSO! Eu vou apenas voltar a minha rotina saudável, que aliás, já iniciei assim que me instalei na casa nova. Voltei a cozinhar comida de verdade, mesmo no improviso ainda (pq a cozinha ainda não está pronta) e abri mão novamente dos industrializados. Nada de novo, nada de milagres. Apenas fazendo o que deve ser feito. Uma das coisas que meu marido e eu estamos programando fazer com frequência é pedalar. Nesta nova casa podemos guardar nossas bikes. Antes de me mudar, elas ficavam na casa do tio do meu marido, porque não tinha lugar em casa pra elas. Toda vez que queríamos andar, tínhamos que ir lá buscar, limpar e encher o pneu, e só de pensar em tudo isso dava muita preguiça. Rs
    Agora pretendemos pedalar semanalmente durante as férias, e acho que já será suficiente para recuperar meu peso habitual.
    Com tempo em casa para cozinhar a noite também, tudo fica mais fácil, e ano que vem, só terei aula duas vezes na semana, o que vai facilitar ainda mais a minha rotina, principalmente no que diz respeito ao sono, que é uma das coisas mais importantes pra saúde, que neste ano  realmente foi um quesito que ficou a desejar na minha vida.
    Eu gosto muito de dormir e tenho essa necessidade, mas na maioria das noites, exceto pelo final de semana, dormia cerca de 4:50 horas por noite, isso me deixava esgotada e atrapalhava qualquer tipo de planejamento e evolução com dieta e exercícios. Quando estamos estressados, os níveis de cortisol são elevados no sangue, o que provoca retenção de liquido e consequentemente aumento de peso também.
    Quis fazer este post pra vocês saberem que até quem gosta de levar um estilo de vida saudável tem problemas como qualquer um, a não ser que sua vida gire especificamente em torno disso, como pregam as celebridades fitness. As dificuldades do dia a dia e a rotina puxada podem sim atrapalhar mesmo quem sabe o que deve ser feito e quem gosta de levar esse estilo de vida. É tudo questão de planejamento e escolha, e como eu disse, resolvi focar em outras coisas naquele momento, porque eram sim mais importantes. Penso que meu corpo agradeceu essa “relaxada”. Agora estou renovada e com muita vontade de começar outra vez, num pique total de iniciar um ano novo esquecendo tudo que ficou pra trás, com muita alegria e coragem.
    Quem aí tá afim de iniciar um ano diferente? Vem comigo, vamos fazer muitas receitinhas juntos e nos divertir com as novas descobertas gastronômicas J

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Bolsa de academia
  • Congelamento de frutas e legumes
  • Férias em Fortaleza
  • 14/12/2014

    Oieeee, tudo bem?

    Eu estou tão feliz tão feliz que nem me contenho! Finalmente aconteceu a minha mudança!

    Já passei por isso algumas vezes na minha vida, quando eu era criança, mas naquele tempo eu era mais uma ajudante. Quem tinha toda a responsabilidade de resolver qualquer coisa, eram meus pais né? E só aí eu percebi o quanto isso dá trabalho e é cansativo.


    São tantas coisas pra tomar conta que parece que nunca vai terminar. O caminhão da mudança, a data, o horário, o agendamento nos prédios por causa do elevador, quantas caixas você vai precisar, o que vai, o que fica. E quando você finalmente tira tudo de uma apartamento, tem todo o outro pra arrumar, com tudo encaixotado, no meio do caminho, você nem sabe direito onde cada coisa vai ficar. Além do mais, a minha cozinha ainda não está completamente pronta, sem pia, com o gesso ainda por fazer, nem a geladeira pode ficar lá. Então, a bagunça aqui está naquele nível.

    Minha mãe claro, veio dar uma força desde o dia da mudança, no dia seguinte vieram meus irmãos e meu pai e aí sim parece que tomou forma de casa, se não fosse por eles, estaria perdida aqui no meio.

    Hoje já está bem mais ajeitado por aqui, mas ainda tenho a geladeira no meio da sala, o que tô achando o máximo, aqui tá parecendo um loft rs, tudo pertinho!

    Enfim, ainda tenho muitas coisas pra colocar no lugar, sofá coberto, louça toda encaixotada e uma grande quantidade de roupa que vou trazer aos poucos do outro apartamento.

    Mas já estou por aqui, e passei só pra dizer que logo o blog volta a rotina normal, com os post da semana ok? Pelo menos a internet já está por aqui. o/
    Assim que der mostro algumas coisinhas e diquinhas legais de arrumação, deixa a coisa ficar mais “ajeitada” 🙂

    Um bjaum que eu estou acabada, preciso mesmo tirar esse domingo pra relaxar um pouco!

    Até breve!

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Vim dar um oi
  • Academia de condomínio pode ser uma ótima opção
  • Nova Rotina de treino
  • 09/12/2014

    Olá minha gente querida, tudo bem?

    Que saudades que estou daqui do meu cantinho!
    Tô passando aqui pra dar um alô, e dizer que deu tudo certo na faculdade, graças a Deus! Tenho um exame somente para fazer essa semana, no mais, fui bem e passei nas outras provas O/.

    Já estou sem frequentar a academia há um mês, pra poder estudar depois do trabalho, e não tenho tido tempo de cozinhar também nem mesmo aos finais de semana. A minha mudança acontecerá em poucos dias. Por isso mesmo tenho que desligar a geladeira amanhã, pra poder movimentá-la somente 24 horas após ter sido desligada. Então vocês já podem imaginar que nem estou comprando nada que precise ser armazenado sob refrigeração. Tenho que acabar com tudo que tem nela.


    Ontem a noite comecei a encaixotar tudo, e fazer aquela limpa né? Separar o que vai, o que não vai, o que deve ser doado e aproveitar pra ir levando aos poucos o que der para levar de carro. 
    Eu me surpreendi com a quantidade de coisas inúteis que tenho nos armários da cozinha, meu Deeeus! Fora um monte de alimentos vencidos (que dó), mas tinham muitas latinhas de creme de leite e gelatinas que tive que jogar fora. E olha que eu sempre estava arrumando isso. Mas acho que fazia mesmo um tempo com essa correria toda que não tinha mais feito essa revisão na cozinha. Muitos móveis vão ficar aqui neste a.p  porque todos os meus armários eram planejados, portanto, só vou levar a tralhada mesmo, e móveis como cama, sofá, mesa e eletrodomésticos. Mesmo assim dá um trabalhão organizar tudo. Vivo fazendo faxinão aqui, jogando e doando muitas coisas, mas em cinco anos eu acho que acumulei mais coisas do que realmente preciso. Estou repensando tudo isso, mesmo a nova casa sendo maior. A parte boa é que algumas coisas eu deixava em desuso por pura preguiça de pegar a escada e usar. Agora, acredito que muitas dessas coisas vão ficar mais ao alcance das mãos, o que vai justificar e facilitar o uso.
    Na casa nova, muitas coisas ainda serão na base do improviso. Pra vocês terem uma ideia, a minha pia ainda nem chegou. Vou ficar mais uns dias sem cozinhar. Me viro com a pia que tem sacada, e com o microondas e a panela de arroz, enfim, como dá, e isso não é um problema pra mim. Neste momento, a felicidade é tão grande que essas coisas são meros detalhes.
    Esse fim de semana que passou foi o dia da faxina geral lá. Fui acompanhada de muitos rodos, vassouras e panos, produtos de limpeza, luvas, e uma disposição fervorosa pra deixar tudo limpo rs. Além é claro dos meus ajudantes, minha família que sempre participa de tudo na minha vida. Deixamos quase tudo um brinco, disse quase porque ainda tem algumas coisinhas pra limpar, mas e o gesso ainda será colocado esta semana, então vocês já devem imaginar que vai sujar tudo de novo (kkk), mas resolvi limpar o “grosso” da parte da reforma mesmo, e  agora só vai faltar limpar o pó do gesso que eu já sei é muito, mas tudo bem, vai ter que ser assim mesmo. Nada agora é um problema pra mim rs.
    Então mãos a obra, e, voltarei assim que puder, se eu ainda conseguir parar pra escrever essa semana tá? Vou tentar soltar um vídeo no You Tube que vocês vão gostar ☺.
    No mais…tenham uma ótima semana! Por enquanto vão me acompanhando lá na fan page e no instagram.

    Um bjaum queridos!

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Cadê a Vanessa?
  • Eu e a faculdade de Nutrição
  • A grama do vizinho é sempre mais verde
  • 17/11/2014

    É isso aí, elas chegaram!

    Eu ainda acho que deveriam haver outras formas mais eficiente de se avaliar um aluno. E sei que existem. No entanto, nosso país ainda vive neste sistema arcaico da educação, que somente serve para deixar os alunos estressados, sem dormir, sem ter vida. 

    Quem sabe colar se dá muitíssimo bem, quem tem o privilégio de viver pra estudar tira boas notas, e quem teve uma educação de qualidade mais ou menos e não aprendeu a estudar durante toda a vida, porque a escola pública infelizmente não sabe ensinar o aluno a estudar, arranca os cabelos tentando “decorar” toda a matéria pra colocar no papel.
    Mas apesar do nosso sistema de ensino ser atrasado, eu não tenho outra alternativa a não ser me enquadrar no padrão dos que se matam pra fazer uma prova.
    Felizmente a área de saúde é muito mais que a graduação e as provas. Palestras, seminários, workshops, e qualquer coisa que te faça vivenciar na prática são muito mais enriquecedores. E eu fico feliz em saber que quando acabar a graduação eu poderei direcionar meus interesses e compreender aquilo que é importante de um jeito muito mais proveitoso e real.
    Só tô passando pra dizer, que por enquanto estamos “fechados pra balanço”, e logo mais voltaremos com a  programação normal.
    Fiquem ligados no canal do YouTube que tem vídeo novo lá, que liberei este sábado. E na semana que vem, sábado vou postar mais um.
    Me desejem sorte rsrs
    Um bjaum e até breve!

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 2

    Leia Também

  • Volta as aulas
  • Acabou as férias
  • Bolsa de academia
  • 02/11/2014
    Amores, tudo bem?
    Como estão passando esse fim de semana?
    Essa semana nosso blog ficou sem atualizações L.
    Eu fiquei triste de não aparecer aqui, e nem mesmo nas redes sociais, mas enfim, a vida real chamando para as responsabilidades e consumindo todo o meu tempo, até mesmo o meu sono. Socorro, preciso dormir dois dias seguidos pra tentar recuperar! Rsrs
    *imagem google
    Mas sério mesmo, vocês sabem que eu não vivo disso aqui, não ganho um centavo se quer por nada que escrevo (quem sabe um dia O/), então as atualizações de post tenho feito sempre aos finais de semana que é meu momento de inspiração e quando tenho tempo pra estar em casa também, onde pra mim é o melhor lugar do mundo!
    Acontece que como tenho relatado nos post “diário do fim de semana”, tenho dedicado todo o meu tempo pra cuidar da reforma e resolver todos os pepinos aos sábados e domingos.
    E por isso eu nem estou conseguindo ir pra cozinha. Eu sei que é só uma fase e logo voltaremos a programação normal, e até com mais vídeos que são meus planos para o próximo ano em relação ao blog. Quero interagir mais com vocês e trazer receitas e relatos sobre todos os assuntos pertinentes à saúde física e mental e outros temas variados.
    Por isso queridos, não se sintam abandonados, as coisas estão finalizando lá no a.p, e o semestre da faculdade também está chegando ao fim. Acredito que depois da mudança que ocorrerá até dezembro, eu voltarei com tudo, prometo!
    Então, quando eu der uma sumidinha assim na semana, é algo passageiro, eu volto!

    Um bju
    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • E aí leitor? Pesquisa de satisfação
  • Novo Lar
  • Chegou a semana da mudança