23/10/2014
Acho que vocês já perceberam que eu sou apaixonada por praia né?
Eu queria muito mesmo morar num lugar próximo do mar, me sinto muito bem e renovo as energias toda vez que piso na areia.
Por sorte meu marido e eu, temos esse mesmo gosto, e de vez em quando pegamos a estrada e descemos a serra.

Nosso destino predileto é o litoral norte paulista, que tem uma extensão imensa de praias lindas, que eu poderia ficar o dia todo falando.
Hoje eu vou falar de Itamambuca, uma praia do município de Ubatuba, conhecida mundialmente por sediar campeonatos internacionais de surf. Entre a praia Vermelha do Norte e a praia do Félix, no meio de uma reserva ecológica, possui uma extensa área da mata atlântica nativa.
Itabambuca tem diversos tipos de hospedagem, do mais simples até Resort. A nossa passagem por lá foi de um final de semana apenas, e ficamos numa pousada bem simples dentro do condomínio Itamambuca, uma área preservada, com portaria 24 horas, pequenos comércios e casas e pousadas. Numa pesquisa pela internet, vocês podem encontrar muitas a seu gosto. Como era apenas um fim de semana, não estávamos procurando conforto de hotel, já que nosso intuito era explorar o local. Mas se a sua intensão é luxo, é só procurar Hoteis 4 estrelas ou Resorts que também irá encontrar.
A praia, extensa e de areia solta, destaca-se pela natureza exuberante. O rio Itamambuca, de águas límpidas e fundo arenoso, forma um lago antes de desembocar no oceano.
Itamambuca fica aproximadamente a 15 km do centro de Ubatuba, ou seja, se a noite você quiser, é só pegar o carro e ir até o centro pra passear, e se aventurar na gastronomia local.
Aliás, em Ubatuba nosso restaurante predileto é o Terra Papagalli, (http://vejabrasil.abril.com.br/litoral-paulista/restaurantes/terra-papagalli-33444), que serve uma comida simples e ao mesmo tempo requintada. O preço é um tanto “salgado”, mas um prato serve muito bem 3 pessoas. O nosso predileto é um peixe ao molho de ervas acompanhado de arroz e uma farofa de banana da terra fenomenal. Quem passar por lá, pode pedir esse prato que não vai se arrepender.
Ubatuba é um município ainda pouco explorado, e talvez por isso seja tão lindo e perfeito. Ainda tem muitas praias protegidas pelo meio ambiente, onde é proibido o comércio com quiosques, e sendo assim, mantém as belezas naturais do local.
Nós adoramos! Num próximo post da série, falarei de outras praias maravilhosas da região.

Um bjaum
Compartilhe com os amigos:
Comentários 0

Leia Também

  • Natal – Rio Grande do Norte
  • Arraial d’ajuda – Bahia
  • Lanches para viagem de avião
  • 30/09/2014

    Oi amores, tudo bem?

    Já faz um tempinho que estive em Natal, foi em 2008. Mas como me pediram post sobre viagens, e eu acho que certas coisas nunca saem da nossa memória, aqui vamos nós para mais uma aventura.

    Para nós, foi uma viagem muito especial e inesquecível. Éramos ainda namorados, e foi nossa primeira viagem mais longa juntos. Então vocês podem imaginar que eu me lembro ainda de cada detalhe.
    Ficamos hospedados no D’Beach, um hotel delicioso que fica em Ponta Negra, bem perto do Morro do careca. O morro tem este nome pelo formato, e na época por uma questão de preservação ambiental, estava interditado. Era possível apenas contempla-lo.

    Voltando ao hotel, era mesmo ótimo! Comida boa demais, o café da manhã com uma imensa variedade de frutas e tudo que um turista gosta. Delícias regionais como tapiocas, bolos e sucos de frutas diversas, tudo muito fresquinho. Ainda estamos pra dizer que foi o melhor café da manhã do nordeste que já provamos.

    Natal é um show de praias lindas, e como éramos marinheiros de primeira viagem, fizemos diversos passeios rs e foi daí que entendemos que isso também cansa muito, por isso hoje, com um pouco mais de experiência, optamos por ficar um pouco tranquilos desfrutando mais do descanso do que da ansiedade de tentar conhecer tudo em uma semana.

    Visitamos o Forte dos Reis magos, um lugar com muita história e para se fazer belas fotos.

    O maior Cajueiro do mundo. E gente, essas fotos são antigas, tão vendo a minha cara de menina? hahaha

    Vista de cima do cajueiro

    Conhecemos a praia de Tabatinga, com esse visual lindíssimo com os arrecifes cortando as águas.

    Uma das minhas preferidas foi a praia de Punaú. Com seus coqueiros e dunas e o encontro do mar com o rio Punaú. Há muito tempo atrás, disseram que foi filmado nesta praia o comercial do chocolate prestígio.
    Da pra alugar um quadriciclo nesta praia, na época era em torno de R$ 40,00 por 20 minutos. Eu achei que valeu a pena, porque é demais curtir o visual  da praia  e das dunas com o vento no rosto. Um passeio que eu realmente recomendo.

    E fizemos mergulho em Maracajaú. Lugar lindo também!

    E por último, o passeio para a praia da Pipa. Fomos de buggy até lá, passando por diversas praias, com pequenas paradas.

     Pipa é bastante conhecida por ser uma vila badalada, com suas águas claras e muitas falésias. Mas não tivemos a oportunidade de voltar lá a noite e ver todo esse agito.
    Pipa fica a mais de 80 km de Natal, na região Sul. E nós fizemos apenas um passeio rápido. Mas com certeza, vale a pena alugar um carro e passar umas duas noites por lá.

    Na volta para Natal, ainda pudemos fazer mais algumas fotos. Este passeio é beeem cansativo, mas para quem é aventureiro, tenho certeza que vale a pena. E mesmo nós que não somos tanto assim, adoramos! Só não recomendo para quem tem criança, porque realmente para eles pode ser muito exaustivo.

    E então chegamos aqui a última praia do nosso roteiro, Genipabú, olha a vista, fala sério!

    Dunas incríveis nesta praia, de encantar mesmo, dá pra fazer belíssimas fotos.

    Durante a noite, jantávamos por ali mesmo pertinho do nosso hotel, pois não optamos por meia pensão. Ponta Negra é lotada de restaurantes, caros e de preço justo também. Uma noite, saímos da orla e visitamos alguns restaurantes bacanas, mas o que realmente nos surpreendeu foi o Camarões. Um lugar lindo, de requinte, que tem uma gastronomia maravilhosa, e que o preço apesar de salgado, faz jus a qualidade.

    E foi nessa viagem maravilhosa, que eu tive a oportunidade de conhecer um pedacinho de mim que existe lá em Natal. Tenho família por parte de mãe, são tios e primas que eu não conhecia pessoalmente.
    Tivemos um jantar muito agradável e pudemos dividir muitas risadas e experiência que com certeza deixou muita saudade.
    Hoje nos falamos com maior frequência, graças a este encontro, e as redes sociais também nos aproximaram.

    Definitivamente esta foi uma das viagens mais especiais da minha vida. Eu jamais vou esquecer!
    Primos e tios queridos, agradeço a vocês pela recepção e companhia maravilhosa!
    Isso tudo já faz pouco mais de seis anos, mas eu com certeza ainda fecho os olhos e acho que foi ontem.

    Um grande bju

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Lanches para viagem de avião
  • Arraial d’ajuda – Bahia
  • Itamambuca – SP
  • 16/09/2014
    Continuando a série viagens por aqui, que é uma das coisas que gosto de fazer nesta vida, sempre que puder vou compartilhar um pouco com vocês dos lugares que eu pude conhecer.
    Há dois anos eu fui conhecer a tão falada Bahia. Como somos um casal sossegado, optamos por Arraial d’ajuda que é um distrito de Porto Seguro.
    Praia Ponta do Apaga Fogo

    Um local conhecido pelas praias paradisíacas, construções de estilo único e natureza exuberante.
    O hotel escolhido, está localizado na praia de Ponta do Apaga Fogo, na barra do Rio Buranhém, e do outro lado do rio está  Porto Seguro. A travessia é feita de balsa e leva uns 10 minutos.
    A balsa fica exatamente em frente ao hotel, o delicioso Arraial d´ajuda Eco Resort, que me surpreendeu em vários aspectos, primeiramente porque nossa hospedagem inicial não era nele, mas como ficamos muito descontentes com o hotel que contratamos, em dois dias conseguimos mudar e optamos pelo Eco Resort, pois imaginamos não correr maiores riscos, e foi a melhor escolha que fizemos.
    Eu sou um pouco exigente com hotéis já que espero um ano inteiro pelas minhas férias, gosto de lugares aconchegantes, limpos e principalmente com atendimento acolhedor, e realmente o Eco me ofereceu tudo isso em primeira linha.
    Eco Resort

    Como eu viajo sempre em março, quase já considerado baixa temporada, tenho sorte de pegar os hotéis com menos hospedes e maior tranquilidade e mais barato também.
    Num estilo muito charmoso e esbanjando conforto, o hotel tem espreguiçadeiras, redes, jacuzzi, tudo de frente para o mar, numa praia praticamente particular. É muito silêncio, tranquilo e uma área deliciosa de se contemplar. Por mim, eu ficaria fácil um mês ali rs.
    Tem uma mini pista de caminhada, academia (com a vista de frente par ao mar), sauna, piscina maravilhosa. Os quartos são extremamente confortáveis e tem uma pequena varanda com rede, onde ao amanhecer podemos ver o sol entre as árvores, isso porque a minha vista era para o lado de trás, (lado do Rio Buranhém). Quem fica hospedado de frente, tem ainda o privilégio de ver a piscina e o mar.

    Vista do quarto

    A gastronomia, é um show a parte, com dois restaurantes sendo um à beira da piscina, de frente para o mar, o buffet oferece muitas opções saudáveis, tem um nutricionista responsável pela cozinha, e de todos os lugares que eu comi quando viajei, acho que Arraial foi o melhor, em qualidade e também em variedade. 
    Tem um cardápio especial para crianças. E a noite, o jantar acontece no restaurante Ponta do Apaga Fogo, com uma exuberante vista para o mar e a cidade de Porto Seguro. O chef faz um prato diferente a cada noite, requinte e sofisticação de surpreendendo nosso paladar.
    Jantar no restaurante Ponta do Apaga Fogo

    Tem aulas de ioga pela manhã e algumas outras atividades com horário pré-definido, além de massagem e uma área kids denominada “Clubinho”. Não temos filhos, mas com certeza se tivesse, o Eco seria um local que eu os levaria sem preocupações.
    Sol e sossego

    O parque aquático da cidade faz parte do Eco, e é aberto ao público, mas os hospedes do hotel tem livre acesso, com uma van disponível para levá-los, e o trajeto leva aproximadamente 5 minutos.
    O centro de Arraial fica há alguns quilômetros do hotel, e também é disponibilizado aos hospedes em horários definidos uma van para que possamos curtir a charmosa vila ou centrinho de Arraial, que é uma coisa de tão linda e gostosa pra passear. Tudo tão bonitinho e acolhedor, nós íamos todos os dias após o jantar para tomar um sorvete. Às vezes, quando queríamos provar as delícias locais como o famoso acarajé, deixávamos para jantar lá.
    Acarajé nham

    Me acabando no sorvete de manga todo dia hahaha

    Tem barzinhos com forró pé de serra e baladinhas que duram até o outro dia. Para quem curte, tem bastante badalação. Nós é que somos mais tranquilos mesmo e mais “diurnos” vamos dizer assim, gostamos de acordar cedo para curtir o dia.
    Mucugê- a Vila mais charmosa que eu conheço!

    Capoeira

    Na Vila a noite.

    Tem uma infinidade de ofertas de passeios pelas praias, nós fizemos poucos, porque gostamos mais de curtir o hotel e relaxar nas férias, pois por experiência da nossa primeira viagem para a Natal em 2008, percebemos que passar a semana inteira conhecendo praias é muito cansativo, então hoje quando viajamos, escolhemos poucos dias para passeios, somente do local que queremos muito conhecer.

    Em Arraial, fizemos um dia de passeio onde conhecemos 3 locais diferentes, a Praia do Espelho, que fica em Curuípe e tem uma das vistas mais lindas que já pude contemplar. É uma caminhada de 5 km até a parte mais alta, mas vale muito a pena. E na volta paramos em Trancoso, uma vila charmosíssima que encanta pela simplicidade e a vista? Nem preciso dizer nada, ah que saudade!
    Praia dos Nativos em Trancoso

    Atravessamos a balsa um dia e fizemos também um passeio para Porto seguro, conhecemos o centro histórico, a famosa passarela do álcool, mas fomos lá de dia e tudo estava bem tranquilo.
    Ficamos numa praia de Taperapuan, mas um pouco pra frente do Toa Toa que como vocês já podem imaginar, nós corremos de lugares com muita gente rs. Mas para quem gosta de música e badalação, o Toa a Toa é o lugar certo, bem animado, com shows e grupos ensinando a dançar lambaeróbica, bem divertido!
    Enfim, nosso passeio chegou ao fim, e eu ainda consigo me lembrar de cada detalhe. É com certeza um destino que quero voltar, e se Deus quiser ficar uns dois dias hospedada também em Trancoso, pois só pela passadinha que demos por lá já foi o suficiente para eu me apaixonar.
    Eu amei demais esse destino! E cada vez que eu me lembro dos momentos maravilhosos que vivemos lá, eu agradeço a Deus pela minha saúde que me permite trabalhar e poder viver dias como este.
    Farei aos poucos mais post de lugares que acho que vale muita a pena, ok?

    Até a próxima trip!
    bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Itamambuca – SP
  • Natal – Rio Grande do Norte
  • Férias em Fortaleza
  • 27/03/2014

    Oi pessoal, tudo bem por aí?

    Vou contar pra vocês um pouquinho da minha viagem de férias.

    Vista do quarto as 6h da manhã.

    Todos os anos eu tiro férias em março, é um bom período porque já é considerado baixa temporada e os preços já estão mais acessíveis.


    Normalmente escolho um local onde sei que o sol é garantido e a tranquilidade imperam.
    Eu gosto de sol, praia e sossego. Quase todos os anos o lugar escolhido é o Nordeste brasileiro, pois gosto do calor e da qualidade do atendimento das redes hoteleiras que encontro por lá.

    Este ano o destino foi o Ceará. Ah que delícia de lugar! Eu fiquei em Aquiraz que é um município próximo a Fortaleza. Nesta região temos o melhor complexo de hoteis, o chamado Beach Park. Dentro do complexo são quatro Resorts e um dos melhores parques aquáticos do Brasil.

    São muitas atrações dentro do hotel e do parque aquático. Para mim, um local que agrada casais, famílias e principalmente as crianças. Tem atividade o dia todo pra eles, e pros adultos também como caminhadas, hidroginásticas, lambaeróbica entre outras coisas.

    Final de tarde no parque.

    E tava difícil lá viu? rs

    Os funcionários do hotel são extremamente amáveis e realmente fazem você se sentir um hóspede especial. Sempre muito prestativos e com cara de alegria em fazer o que fazem, que é o que mais importa. Você sente que realmente valeu a pena ter esperado um ano para passar uma semana inesquecível.

    Toda noite tem uma atração – show de mágica, noite dançante, stand up comedy, etc.

    Em relação a estrutura do hotel nem vou ficar me estendendo aqui porque tem tudo que precisamos, qualidade, conforto, academia, massagens e o restaurante, agora é a parte que mais interessa aqui no post.
    Todos os anos quando viajo procuro levar algumas coisas pra não passar aperto. Ano passado e Arraial d’juda na Bahia eu comprei um cacho de bananas num supermercado local e levei algumas frutas secas.

    Este ano quando cheguei no quarto já me deparei com uma pia, um mini armário, um microondas e um frigobar que estava vazio, e logo soube que eu poderia abastecê-lo. Achei isso legal, pois quase sempre esses frigobares estão cheios e os hoteis tratam de informar que você deve consumir a água deles. Sendo assim, para quem gosta de bebida alcoolica é uma mão na roda porque você pode comprar suas bebidinhas e economizar um pouquinho na conta do hotel. Achei isso um ponto positivo porque não querem te explorar, você pagou pela estadia e tem o direito de comer o que quiser.

    Há uns quinze minutos caminhando daqui tem um mini mercado e eu fui até lá comprar água, algumas bebidas e sorvete. Voltamos de taxi e os sorvetes, em sua maioria de frutas que na praia ou dentro do parque custam R$5,00 pagamos R$2,70 no supermercado.
    Não comprei muita coisa para comer porque quis ficar um pouco livre este ano para experimentar as delícias do café da manhã e sabia que pela quantidade que estou acostumada a comer não havia necessidade de muitos lanches intermediários, apesar de ter levado como contei neste post aqui.

    Café com muitas opções. Obs: isso aí foi só uma parte rs

    Nos primeiros dias eu tomava café da manhã as 7:30 e não sentia fome até as 14h. isso porque meu organismo está acostumado a comer pouco e coisas leves. Uma tapioca com esse tipo de recheio nos mantém alimentado por muitas horas, mais umas fatias de bolo que eu não me privei de comer e uma fatia de mamão já era mais que suficiente pra me deixar bem por muitas horas e se eu forçasse comer de 3 em 3 horas era capaz de não passar bem. Cada um conhece seu corpo e quando se sai da rotina, acho que quando dá fome é hora de voltar a comer. E eu respeito isso.

    Eu tomava café da manhã e jantava no hotel. O almoço as vezes era no parque e outras vezes na praia.
    No parque tem de tudo para comer, lanches, hot dog, restaurantes, pipoca, churros. Eu almocei lá num restaurante por kg que dá pra escolher umas saladinhas e legumes. Pra quem quer manter mais ou menos a linha dá pra se virar, mas eu vou dizer que não passei nenhuma vontade, só não tomei refrigerantes porque não gosto mais. De resto, foram massas, camarões, sobremesas de todos os tipos, e pratos que não deixei de experimentar. Afinal, tudo isso é só uma semana, e em dois anos de reeducação alimentar tenho sempre me policiado, mesmo quando viajo. Desta vez quis não controlar muito.

    Bom, o que tenho pra dizer é que tudo valeu a pena e que apesar de não me arrepender de ter comido nada do que comi, tô voltando feliz pra minha dieta, vou consumir um pouco mais de legumes e verduras essa semana, umas sopinhas e coisas leves pra desintoxicar de todas as frituras que eu comi. No meu corpo sinto sim uma boa diferença, mas sei que isso é tudo inchaço e liquido retido pela falta de água e pela mudança toda nos alimentos que não restringi.

    Em três ou quatro dias comendo com equilíbrio e bebendo bastante água tudo volta ao normal. Aliás, logo também tudo volta  a ser como antes, passa muito rápido por isso fiquei off das redes sociais nessa semana de férias. Mas tô de volta, e obrigada aos leitores que compreenderam essa minha atitude.
    Essa liberdade de se fazer, comer o que quer e livre da internet traz muita paz e alegria pra alma.

    Nos vemos por aí então!

    bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 1

    Leia Também

  • O ano que a bagunçou a minha dieta
  • Que valores vamos deixar as nossas crianças
  • Centrífuga de salada
  • 22/03/2014

    Meninos e meninas, tudo bem?

    Viajar de carro é super tranquilo porque podemos levar praticamente toda a nossa casa né? rs
    E eu levo uma feira junto nas minhas bolsas térmicas e tal. Mas no avião temos um espaço limitado,e não é também nada que não possamos dar nosso jeitinho.

    Quem vive em dieta e já acostumou a levar seus lanchinhos pra qualquer lugar, acha até estranho não levar nada 😉

    Eu fui ali passar uma semaninha ali em Fortaleza, e vou compartilhar aqui o que levei com vocês.
    Comprei essas frutas secas e dividi em porções para facilitar.

    Segue as fotos abaixo do passo a passo.

    Amêndoas, pistache e uva passa sem caroço.

    Misture algumas colheres de sopa de cada um e distribua em saquinhos individuais.
    30g já é uma porção suficiente para uma pessoa consumir em um dia, mas levei 50g pois eu não tinha muitas outras opções.
     Assim garanti uma boa opção de lanche não só no avião mas durante toda a semana.

    Levei também algumas frutas frescas para acompanhar.

     Tudo isso cabe tranquilamente na bolsa de mão. Eu deixei as frutas na geladeira até o momento de sair de casa e coloquei numa mini térmica, e assim estavam fresquinhas na hora de saboreá-las.
    No hotel deixei as frutas no frigobar e deu para consumir a semana inteira.

    Assim eu garanti uns lanchinhos entre as refeições.

    Vou contar tudo sobre a viagem, num post só pra ela. Aguardem pra saber das comilanças rs

    bjaum

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Prato Ideal – comida Prática e Personalizada
  • Natal – Rio Grande do Norte
  • O alimento e as nossas emoções