06/11/2015

Oi gente, tudo bem?

Ufa, esse blog anda meio parado né? Mas eu vim falar pra vocês que existem motivos especiais pra isso. Estou estabelecendo prioridades na minha vida pra não me sobrecarregar com tantas obrigações.

Quem me acompanha nas redes sociais já deve ter percebido que tenho procurado aliar saúde física juntamente com a saúde mental. E eu vim contar pra vocês a minha experiência com o Yôga.

Yoga-Image
Porque afinal de contas, todos nós sabemos que quem manda em tudo é a nossa mente. Um corpo consciente, além de mais saudável tem muito mais jogo de cintura, sabedoria e serenidade para lidar com as adversidades da vida.
Desde o ano passado, depois de tantas turbulências e altos e baixos com a dieta, e uma rotina que consumia toda a minha energia e me deixava esgotada, eu estava à procura de algo que me tranquilizasse o coração e a alma.
Sou cristã, criada desde cedo no catolicismo com uma família praticante na doutrina, mas a fé em dias melhores não estava sendo suficiente para acalmar essa loucura que vivemos hoje.
Queria algo que fosse capaz de esvaziar a minha “caixa de pensamentos”. Há tempos já eu tentava fazer alguns exercícios de meditação, mas fazer isso sozinha é mais difícil do que eu poderia imaginar.
Eu sou extremamente curiosa, adoro leitura e experimentar novas coisas. E gosto de tudo que fala de conexão do nosso corpo com os elementos naturais do nosso mundo.
Numa viagem para o nordeste em 2012, tive meu primeiro contato com o Yôga. Na época eu achei uma atividade sem graça e ao fim da aula eu pensei: “Deus me livre, isso não é pra mim. Muito chato, parado, não tem movimento”. Tolice minha, mas naquele momento eu estava em outra vibe. Eu era uma pessoa que tinha acabado de sair do sedentarismo, e estava preocupada apenas com a minha forma física, queria emagrecer e fazia qualquer tipo de atividade que me mostrasse que eu realmente estava queimando calorias, e então meu negócio era correr, pular corda, essas coisas que também dão energia, mas de uma outra forma.
O yôga não me cativou na época, porque que acredito que era para outra fase da minha vida, especialmente a que vivo hoje.
Todo esse meu percurso nos últimos 4 anos, mudar de vida, deixar de ser de sedentária, emagrecer, fazer uma nova faculdade, cuidar da casa, e ainda me sentir na obrigação de fazer tudo certo, acabou me estressando, e este ano eu senti na pele os efeitos de uma pessoa com muitas responsabilidades “surtando” com tantas cobranças de si próprio. É horrível!
Tive mais problemas por causa de uma vida barulhenta e cheia de regras e obrigações do que eu poderia prever.
No final de 2014, eu tive meu segundo contato com o Yôga, ja tentando baixar um pouco o stress que já estava vivendo, procurei uma escola específica na prática aqui na minha cidade. Depois de ler bastante sobre o assunto, fui até lá experimentar, mas naquele momento de coração aberto e com muita vontade de me entregar. E a energia fluiu completamente diferente daquela primeira vez, e eu definitivante me apaixonei.

A promessa então para 2015 era era começar a prática la no início, em janeiro e novamente claro, as obrigações da vida cotidiana não me permitiram fazer o que eu queria.Até que depois de ter uma crise séria de stress que tive há poucos meses, eu resolvi parar tudo e procurar ajuda, e dentre outras coisas que mudei na minha vida, enfim entrei para o yôga. No primeiro dia eu até chorei, haha, mas isso diante da situação que eu estava vivendo era até normal. E então eu decidi ficar.

Estou  descobrindo um mundo novo com a prática, muito contente e satisfeita e me perguntando afinal os motivos de não ter iniciado antes. Se bem que, hoje já entendo que tudo tem o seu tempo.

Vocês já viram o quanto as pessoas que praticam essa atividade tem alegria e serenidade? Pois é exatamente assim que você se sente quando pratica yôga. Você continua inserido no mundo normal com as suas atividades e obrigações, mas consegue controlar suas reações diante das situações inesperadas.
É como se você tivesse vendo o problema de fora, e não inserido nele sem saber que decisão tomar. Você consegue raciocinar sem se desesperar, e é tudo que eu queria.
Claro que isso não é mágica né? Depende de cada um, do quanto se entrega, do quanto está disposto a melhorar os aspectos da sua vida e aos poucos vamos evoluíndo gradativamente.

Os benefícios do Yôga são inúmeros e eu poderia escrever um post gigantesco, mas conforme eu for descobrindo e me aprofundando no assunto aos poucos vou contando a minha experiência pra vocês.
Em breve trago mais informações.
 

 

Um grande bju pra todos vocês!
Compartilhe com os amigos:
Comentários 0

Leia Também

  • Nova academia
  • Minha vida e a atividade física
  • Academia parceira
  • 21/09/2015

    Oi amores!

    Esse post foi muuuuuito pedido por grande parte dos meus leitores, e desde quando eu me mudei pro novo apartamento, eu fico esperando a cozinha estar “pronta” pra fazer.


    E todo mundo sabe que reforma é uma coisa demorada, cansativa, e muitas vezes, se você não tem grana pra fazer tudo de uma vez, as coisas vão se ajeitando e a gente vai dando prioridade pro que é mais importante né?


    Minha cozinha foi feita aos poucos, e é o primeiro cômodo pronto de toda a casa, só faltam alguns detalhes como uma coifa, um painel pra televisão, e uma bancadinha, mas no geral, isso é algo que pode esperar.

    Gravei um vídeo dividido em duas partes pra mostrar a cozinha pra vocês.

    Abaixo o vídeo parte 1, clica vai 😉

    E agora o parte 2, com muitos detalhes de preços e tudo sobre a minha pedra branca que é meu grande amor!

    Espero que gostem, se tiverem dúvidas, deixem nos comentários ok.

    bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 11

    Leia Também

  • Inspiração carnaval em casa
  • 20/09/2015

    Oi genteeee, que saudades!


    Minha vida anda uma loucura e eu estou sem tempo até de dormir direito.

    Vamos lá, só pra dar uma atualizada em vocês, último ano da faculdade, o que quer dizer que além do TCC, na área da saúde temos o estágio obrigatório “NÃO REMUNERADO”, que isso fique bem claro, porque além de trabalhar de graça na área, para cada estágio é preciso entregar um relatório de tudo que aconteceu no módulo + um artigo científico ou algum estudo de caso, depende do que é determinado pela coordenação da faculdade.

    Isso tudo pra dizer que minha rotina está mais ou menos assim, 3 x por semana, faço estágio das 7:00 as 13:00 e depois vou correndo para o meu trabalho, e fico até as 22:00 ou 23:00 depende muito do horário que entro a tarde, enfim. Nos outros dois dias da semana que não tenho estágio, tenho aula normal na faculdade, ou seja, não tenho vida!

    Por esse motivo, não consigo vir aqui atualizar o blog, porque apesar de vez em quando eu postar uma receita nas redes sociais, aqui precisa dedicar um pouquinho mais de tempo, editar as fotos e escrever tudo bonitinho né? Quem acha que blog é bobagem é porque nunca teve um ou não faz a coisa direito. #prontofalei.

    Mas seguinte, eu descobri também uma outra plataforma que apesar de mega trabalhosa também, tem um público mais rotineiro, ou seja, muita gente prefere ver um vídeo, a ler uma receita. É muito mais dinâmico e rápido “pra quem assiste”, e hoje o Youtube está crescendo cada vez mais. Eu estou atualmente com mais de 6 mil incritos (o que não é quase nada), porém tenho tido mais comentários por lá, gente pedindo pra eu gravar receitas, e me dando um feedback muito positivo dos pouquíssimos vídeos que tenho gravado até hoje.

    Por isso, o pouco tempo que tento me dedicar as redes, acabei optando mais pelo Youtube, pois é onde as pessoas tem pedido mesmo mais post, etc.

    Espero de coração que entendam, e vou colocar uns vídeos aqui pra atualizá-los.
    “- Ah, Vanessa, você está querendo dizer que não vai mais escrever aqui? Que vai se dedicar apenas ao Youtube?”
    Não é bem isso, mas estou dizendo que enquanto não acabar essa minha rotina louca do final da faculdade eu não consigo fazer bem as duas coisas, e se meus leitores mais assíduos e participativos estão no canal do Youtube, é mais para eles que eu preciso voltar minha atenção no momento, pelo menos até conseguir tempo para as duas coisas simultaneamente, entenderam?

    Por enquanto vou atualizando o blog com os vídeos de lá, e assim que possível intercalo postagens por aqui para vocês de diversos assuntos como sempre fizemos. Peço só um pouquinho de paciência, afinal este ano já está praticamente no fim, dezembrão tá chegando, e é quando estou de férias da faculdade e finalmente ano que vem, em julho, de Deus quiser estarei formada, com meu CRN em mãos, podendo inclusive fazer meu trabalho como Nutricionista que é meu grande sonho. Tá chegando gente! o/ 

    Um grande bju, nos vemos no Youtube. 

      
    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Nova academia
  • Academia de condomínio pode ser uma ótima opção
  • Volta as aulas
  • 01/08/2015

    Eu até poderia chamar esse prato de “Risoto rápido”, mas a galera gourmet provavelmente iria reclamar que isso não é um risoto nem de longe. Então ok, pode ser arroz com frango mesmo rs.



    Ingredientes:

    1 xícara de arroz integral cozido;
    1/2 abobrinha ralada ( no ralador de cenoura);
    1/2 xícara de frango desfiado;
    Sal a gosto;
    Tempros: pimenta do reino e açafrão da terra;
    1 dente de alho;
    Azeite para regogar.

    Modo de fazer:

    Refogue o alho no azeite, adicione a abobrinha e os temperos e em fogo baixo, mexa por uns 2 minutos, tampe a penela, aguarde uns 3 minutos e em seguida misture o arroz (eu já havia aquecido no microondas). Acerte os tempros e sirva quentinho!

    Se quiser fazer parecer mesmo um risoto, experimente juntar uma colher de requeijão light no final 🙂
    Vai se surpreender!

    É uma opção rápida para um jantar corrido e você vai sujar somente uma panela, não é o máximo?!

    bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 2

    Leia Também

  • Sobrecoxas assadas
  • Sopa de legumes e frango fácil
  • Macarrão (fake) de Abobrinha
  • 30/07/2015

    Oi gente!

    Sabe aquela carne de panela com cara de casa de vó? Então, muita gente tem medo da penela de pressão ou acha que é difícil fazer, mas não é, vamos ver?




    Ingredientes:

    1/2 kg de carne de sua preferência picadinha, você pode usar colchão mole, acem, patinho e até músculo;
    1 batata grande picada;
    1 cenoura média picada;
    2 colheres de sopa de pimentão amarelo (ou de sua preferência) picado;
    1 cebola;
    2 dentes de alho;
    Temperos desidratados: Cominho, pimenta do reino, cebola, alho e salsa e cúrcuma ou coloral.
    Sal a gosto;
    Azeite ou óleo de sua preferência para refogar a cebola e o alho.


    Modo de fazer:

    Na panela de pressão refoque a cebola e quando estiver douradinha, junte o alho. Depois adicione a carne e em fogo baixo, refogue-a junto com os temperos, o sal e o pimentão.
    Se a carne soltar água, preste atenção na quantidade e adicione só um pouco mais para que cubra-a, mais ou menos 1 xícara. Se não soltar, coloque um pouco mais, o que deve ser suficiente para cozinhá-la, porém sem ficar “nadando”, entendeu? rs 

    Tampe a panela, e assim que pegar pressão, baixe o fogo e conte 15 minutos. Aguarde sair toda a pressão para abrir novamente a penela, e em seguida adicione a cenoura e a batata.
    Aguarde o cozimento dos legumes em fogo baixo e com a tampa semi aberta, sempre mexendo e acertando os temperos.

    Os legumes farão a água secar e o caldo que sobrar ficará mais cremosinho. Se você preferir mais molhadinho pode adicionar um pouco de massa de tomate nesta etapa. Aqui eu não coloquei e fica bom também, mas um pouquinho mais sequinha.

    Sugestões de acompanhamento: arroz e salada.

    As crianças normalmente aceitam bem este prato e comem os legumes presentes na carne sem torcer o nariz rs.

    bjus


    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Carne moída com quiabo
  • Tacos com chili
  • Carne moída com jiló
  • 07/07/2015


    Hello galera!

    Trouxe uma receita para quem é adepto de coisas saudáveis tá?
    Se você tem um paladar muito formiga e abomina comidas fit’s por achar que o gosto é diferente do normal, definitivamente essa receita não é mesmo para você.


    Mas vamos lá, eu dei uma engordadinha como já contei pra vocês e agora preciso correr atrás do preju, por isso, preciso encarar a cozinha e inventar umas coisinhas diferentes pra enganar meus olhos e estômago que tô comendo uma coisa beeem gordinha #sóquenão, então aí vai.


    Ingredientes:

    1 caixa de morangos lavados e picados;
    3 colheres de sopa de açúcar mascavo;
    1 colher de sopa de suco de limão;
    3 colheres de sopa de adoçante culinário;
    1 e 1/2 xícara leite desnatado;
    1 peça de queijo ricota de aproximadamente 370g (usei o normal, mas se quise reduzir calorias use o light)


    Modo de fazer:

    Cozinhe o morango juntamente com o açúcar, adoçante e o limão por uns 5 minutos. O açúcar vai ajudar a soltar a água do morango e fazer caramelizar. Depois deixe esfriar.
    No liquidificador junte a ricota picada com o leite e bata, adicione então a mistura reservada no início e deixe bater por uns 5 minutos.

    Separe em recipientes individuais e leve para gelar.

    Sirva bem geladinho e seja feliz com o seu docinho fit rs

    O gosto da ricota é bem acentuado, talvez porque eu não utilizei nenhuma essência, ou pode ser que a ricota light seja mais suave. Na minha opinião, dá pra comer, mas não é assim uma “brastemp” rs

    bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 2

    Leia Também

  • Creme de milho light
  • Filé de Saint Peter empanado com Quinoa
  • Frango assado com batata e abobrinha
  • 04/07/2015

    Oi galera!

    Sabe aquela vontade de comer uma tortinha com cafézinho à tarde?


    Pois então, misturando uma coisinha aqui e ali, dá pra chegar numa receita menos calórica e com bastante fibra, bora fazer?

    Eu usei a máquina de Cupcake que já postei “aqui”, mas pode ser feito no forno normal tá?

    Ingredientes:

    1 ovo;
    1 colher de sopa de óleo de coco;
    1 pitada de sal;
    2 colheres de sopa de aveia em flocos;
    1 colher de sobremesa de amido de milho (maizena);
    1/2 xícara de chá de frango desfiado;
    1 colher de sopa de cenoura ralada;
    Temperos: cebolinha fresca, salsa desidratada, orégano e pimenta do reino (se for de seu gosto);
    1/2 fatia de muçarela picada para colocar por cima.

    Modo de fazer:

    Bata o ovo com um garfo ou fouet, misture o óleo e vá adicionando os outros ingredientes. Depois unte a máquina (ou forminhas) com  azeite ou óleo de coco e leve para assar.
    Coloque uma pitada da muçarela picada em cada forminha para dar um toque.

    No forno eu não sei dizer quanto tempo fica, pois não testei, mas acredito que depois de uns 10 minutos, numa temperatura média é possível fazer o teste do palito para ver.

    Dá pra você utilizar essa mesma receita e mudar o recheio, utilizar tomate, queijo branco, atum, ou qualquer coisa que a imaginação madar. E se achar que a massa está muito espessa, adicione um pouquinho de leite ou água (se quiser sem lactose), até ter uma mistura no ponto de massa de torta que é mais para líquida.

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Frango com legumes
  • Frango desfiado com abóbora
  • Pizza de pão integral
  • 01/07/2015

    Grão de bico é muito bom né gente?

    Um alimento muito nutritivo, além de ser um carboidrato com uma boa dose de proteína, a gente usa também pra complementar a dieta de vegetarianos por exemplo, dá pra fazer pasta que já postei AQUI e também pra usar como base para massa de torta enfim, uma série de coisas.

    E cozinhá-lo pra comer temperadinho também é bom demais!

    Nesta receita eu acrescentei um franguinho desfiado e ficou uma saladinha deliciosa.

    Bora fazer?


    Ingredientes:

    1 xícara de grão de bico cozido;
    1 cebola roxa picada;
    Azeite a gosto;
    1 dente de alho;
    Cebolinha a gosto;
    Sal a gosto;
    1 xícara de frango desfiado.

    Modo de fazer:

    Refogue a cebola e o alho no azeite ou no óleo de sua preferência, depois junte o frango, o grão de bico e os temperos, mexendo para apurar o tempero.
    Adicione mais azeite se achar necessário na hora de servir.

    bj

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 1

    Leia Também

  • Desfiando o frango rapidinho
  • Frango desfiado com abóbora
  • Hamburguer de grão de bico – vídeo
  • 29/06/2015


    Oi genteee!

    Quanto tempo heim! Finalmente estou de férias da faculdade o/.

    Vixe, tanta coisa que tenho pra falar e tal, mas vamos por partes pra não atropelar nada hehe.

    Vim contar que entrei num projeto aí beeeem legal que chama #30diassemreclamar. Eu vi isso no snapchat da Debs do Blog da Debs, e achei bem interessante, principalmente por se encaixar bem nesta fase que estou vivendo.


    Sabe aquelas reclamações bobinhas que fazemos todo santo dia que não acrescentam em
    nada na nossa vida e ainda por cima atrapalham o dia fluir com mais leveza?

    Isso mesmo, reclamar do ar condicionado do escritório, do buzão lotado, do metrô, do calor,da louça na pia, do sono, da segunda feira, enfim, pequenas coisas que falamos diariamente e que se pararmos pra pensar, não ajudam em nada, e muito pelo contrário, tornam nossa rotina pesada e chata.


    E já que não tem jeito de mudar certas coisas, o certo é nos adaptarmos a ela e tentar focar no que é mais importante.

    A Debs usou uma técnica pra lembrá-la que não deve reclamar. Colocou um elastiquinho
    desses de cabelo no dedinho e toda vez que ela pensar em reclamar, da uma estilingada no
    dedo como “castigo”. Apesar de isso parecer muito doido, vc não quer se machucar né? Então
    você lembra que não deve fazer a lamentação.
    Eu confesso que usei o elástico só nos primeiros dias, depois acaba se tornando um hábito e a gente não precisa mais dele.

    Por aqui tem funcionado, e meus dias tem sido cada vez melhores. Isso não quer dizer que eu não sinta frio por exemplo, ou que eu não me irrite ainda com algumas coisas, mas aí penso se vale a pena reclamar, ou o que aquilo vai me trazer de bom, além de uma cara azeda e um dia pesado?

    Já faz praticamente duas semanas que venho praticando,  e vou falar que no começo é bem difícil, mas é divertido, e você passa a sentir a melhora no seu dia a dia desde o início.

    No lugar de reclamar ainda tô acrescentando um agradecimento a Deus pela oportunidade de
    estar ali naquele momento aprendendo alguma coisa e evoluindo como pessoa, mas este assunto fica para outro post, quero contar os detalhes.

    Quero deixar aqui meu agradecimento especial a Debs,(Site aqui) porque tem me ensinado muitas coisas legais, dessas que ninguém te conta. As pessoas só te dão conselho ir em frente, mas poucos ensinam como as coisas do dia a dia se tornarem melhores e mais simples, e ela tem me tocado com as experiências vividas atualmente dessa busca interior que na minha opinião é a mais importante e valiosa para o ser humano. Debs, um bju pra você querida! 

    Alguém aí mais quer entrar nessa coma gente?
    Se quiser me acompanhar no snapchat e ver como anda meu projeto é só me seguir: blogvanmartinel.

    Te espero lá!

    bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Mandalas Mágicas
  • Ano Novo, Vida Nova
  • Balanço de fim de ano
  • 12/04/2015
    Oi gente, tudo bem por aí?

    Vocês devem ter percebido que eu não tenho escrito muito por aqui. Um dos motivos é mesmo a falta de tempo, mas não é só isso.
    Tenho andado meio sem inspiração mesmo, e passando por algumas mudanças internas que acabam refletindo na minha criatividade.

    Eu preciso de tempo pra produzir receitas bacanas e compartilhar aqui, e isso ultimamente tem sido impossível. Mas mesmo assim quando não tem receitas, ainda tenho um leque de opções já que meu blog é minha ferramenta de abertura pra falar de qualquer assunto. Mas com tantas coisas acontecendo, minha cabeça anda a mil e não consigo parar pra tecer algum assunto. E eu não gosto de escrever qualquer coisa pra encher linguiça, quando escrevo, falo mesmo com o coração.

    Então peço que me desculpem, eu amo este espaço, mas no momento não tenho tido muita vontade de internet. Acredito que as vezes é bom dar esse tempinho pra pegar um fôlego e fazer as coisas da forma que devem ser feitas, porque se for pra ser pela metade, eu prefiro nem fazer.
    Espero que me compreendam e tenha um pouquinho de paciência, porque afinal de contas, o recolhimento faz parte da vida e o bom é que depois de renovado a gente sempre volta melhor, com mais coisas pra oferecer.

    Tenho alguns vídeos que devo subir em breve no Youtube, então fiquem ligados que eu aviso aqui. E na minha página do facebook e instagram tenho publicado com mais frequência, e vocês podem me acompanhar por lá. 

    E não fujam ou me abandonem (please) rs, porque não estou me despedindo e dizendo que não vou escrever mais por um tempo, apenas não conseguirei manter a frequência de antes de cinco postagens por semana como estava fazendo, mas passarei por aqui aleatoriamente, volto logo com a frequência assim que puder, me aguardem!

    bjus
    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 2

    Leia Também

  • Eu mudei a minha vida – Quadro do leitor
  • E aí leitor? Pesquisa de satisfação
  • Que valores vamos deixar as nossas crianças