05/04/2015

Oi amores, quanto tempo né? Eu sumi sim, mas é porque eu estava de férias, e achei até que ia ter mais tempo pra escrever aqui, só que não foi o que aconteceu.

Estive envolvida com alguns assuntos pessoais e aproveitei o tempo em casa pra resolver, e na última semana eu viajei um pouco pra finalmente descansar.
Mas de volta a vida normal, trouxe essa receita que já fazia um tempo que estava devendo. 
É uma junção de duas coisas deliciosas (na minha opinião), macarrão e shitake. Eu nunca tinha comprado shitake pra fazer em casa, e achei relativamente fácil.

Anota aí os ingredientes:


1 pacote de shitake desidratado (50g);
1/2 cebola roxa picada;
3 colheres de sopa de alho poró picado;
1 dente de alho pequeno;
1 colher se sopa rasa de manteiga;
1 tomate picado sems sementes;
1 xícara de água de descanso do shitake;
azeite a gosto;
Sal a gosto;
Pimenta do reino a gosto;
Macarrão cozido na quantidade que preferir. Aqui eu usei metade de um pacote (250g).

Modo de fazer:

Coloque o shitake de molho em água quente e deixe descansar por 20 ou 30 minutos. Depois escorra a água e reserve uma xícara dessa água do shitake como na foto.


Refogue a cebola na manteiga, e quando ela começar a secar, adicione azeite numa quantidade suficiente para continuar o cozimento, mas sem encharcar.
Depois junte o tomate e em seguida o shitake, o alho poró e refogue mexendo. Depois a tendência do cogumelo é secar, neste momento, você adiciona a xícara de água, tampe a panela e mexa de vez em quando. 


Antes da água secar completamente, junte o macarrão já escorrido e acerte o sal se necessário.
Na hora de servir, regue com um fio de azeite e enfeite com salsinha. 



Sirva imediatamente!

bjaum

Compartilhe com os amigos:
Comentários 0

Leia Também

  • Salada cremosa de ovo cozido
  • Homus (pasta de grão de bico)
  • Abobrinha refogada com cenoura
  • 17/03/2015

    Oi pessoal!

    Fiz essa receita em vídeo para quem me pediu e está lá no canal 🙂

    Espiem porque é bem facinho e muito prático para o seu jantar low carb por exemplo.

    Clica aí e confira.

    Gostaram?

    bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Quibe de Quinoa
  • Iogurte caseiro
  • Legumes gratinados da Air Fryer
  • 16/03/2015


    Faz tanto tempo que não venho aqui escrever assim um pensamento aleatório ou uma reflexão né gente?
    E vocês sabem que eu adoro fazer isso. 

    Nem dá pra acreditar que estou de férias, porque diante de tantas coisas que tenho feito esses dias, confesso que a mente está descansando, mas o corpo e si, não muito.

    Bom, mas vim falar aqui de um assunto que surgiu numa conversa com amigos, sobre educação infantil.


    É bem engraçado como a gente as vezes se pega fazendo coisas e levando adiante, tudo que a sociedade vai impondo em nossa vida sem ao menos parar pra pensar qual o sentido de determinada coisa que estamos fazendo.

    Eu mesma fui assim  por tanto tempo. Até ter que buscar internamente porque parecia não me encaixar num padrão modelo. Por isso comecei a procurar respostas e sair fora do “tem que ser assim”.

    Sabemos que a educação é uma das coisas mais importantes que os pais podem dar a um filho. Então na busca de melhores escolas e de que nossos filhos sempre estejam no meio competitivo fazemos de tudo para que eles estudem nos melhores colégios e que tenham acesso desde pequenininhos aos melhores cursos e oportunidades da vida.

    Como ainda não sou mãe, talvez eu não tenha mesmo como falar muito sobre o assunto, porque deve ser bem diferente estar de fora da situação. Mas até quando a gente para pra pensar se não estamos sobrecarregando as crianças com a ideia de que ele tem que fazer sempre o melhor e estar dentro de tudo quanto é coisa somente porque “é preciso”?

    O mundo em si já é difícil demais para os adultos e eu até entendo que as crianças precisam passar por situações “difíceis” para não crescerem numa bolha e mais tarde não saberem encarar alguns nãos ou até perder.

    Sempre falamos com  orgulho que nossos sobrinhos, filhos ou parentes são os melhores da sala de aula, ou já sabem melhores do que nós mexer no celular ou tablet ou falam coisas que ninguém ensinou a eles e como podem ser tão inteligentes?

    O que paro pra pensar é o quanto enaltecemos dessa mesma forma, a criança que se compadece com o próximo, ou se preocupa sempre se o cãozinho que está na rua tem comida ou está com frio, ou ainda se é uma criança que gosta de dividir o brinquedo com os amigos ou se gosta de doar suas coisas.

    Será que estamos ensinando mesmo os valores certos, ou apenas criando pessoas preocupadas consigo mesma em saber falar várias línguas e procurando uma forma de conseguir o primeiro lugar em alguma competição, seja no vestibular, na natação, ou em qualquer outro lugar.

    Vejam bem, eu não sou contra nada disso, apenas estou tentando mostrar que existe um outro lado a ser ensinado as nossas crianças. E isso não é papel da escola, é papel nosso. Da família que convive no dia a dia. Quando pensamos num mundo melhor, a criança é a esperança certo?

    É ela quem vai provavelmente mudar muitas coisas que hoje não nos agradam, mas isso vai depender daquilo que você planta dentro dela.
    Se você quer mudar as coisas, tem que começar dentro da sua casa. Isso não quer dizer que não vai ensinar seu filho a se defender ou ser bom em alguma coisa, mas os valores que mais fazem falta hoje em dia é o sentimento de amor, perdão, cuidado, carinho, igualdade e principalmente felicidade.

    Ensine seu filho a ser feliz! E o equilíbrio interno vai fazer com que ele sinta isso sem grandes esforços. Ensinar que existe um tempo para cada coisa, e que existe coisa mais importante que se matar de trabalhar para adquirir bens já é meio caminho andado. E ensiná-lo que apesar de isso tudo aqui ser uma selva, a gente não precisa usar o salve-se quem puder para sobreviver.

    Ainda existem outros caminhos, que vão poupá-los do estress e da frustração por não conseguir determinada coisa que todos correm tanto atrás. Ensiná-los que a saúde física e mental é mais importante que a ambição. E que ele continua sendo amado e tem muito valor por ser único neste mundo.

    Eu sou a favor de um mundo infantil com mais brincadeiras e menos forçação de barra. Sou a favor também de ensinar a criança a se preocupar com o próximo, porque assim ela será doce e não “gênio forte” como muitos gostam de frisar quando as vezes, o egoísmo passa dos limites e ela não aceita determinadas coisas.
    Sou a favor sim do encantamento e da ingenuidade, porque essa fase nunca mais vai voltar, e que as responsabilidades sejam ensinadas de uma forma que não se tornem obsessão por perfeição, porque não existe nenhum ser “perfeito” em tudo que faz. 

    Sou a favor da criança que é criança e que determinadas preocupações fique no mundo dos adultos que no tempo certo saberão a hora ideal de passar adiante a carga.

    E você? O que pensa sobre isso?


    Me conta nos comentários.

    Bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Por um mundo com mais autenticidade e menos Photoshop
  • Um docinho todo dia – isso pode ser normal
  • Ano Novo, Vida Nova
  • 11/03/2015

    Oi gente!

    Tem vídeo novo no YouTube, onde falo um pouco sobre o preço que pagamos para ser saudável em relação aos itens que compramos para a dieta.

    O alimento em si, é mais caro?

    Clica aqui, assista o vídeo e veja  a minha opinião;) 

    E deixe a sua também!

    E não esqueça de se inscrever no canal pra saber tudo que rola por lá em primeira mão!

    bjaum

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • A frequência de postagens
  • Agora somos ponto com
  • Cozinhando comigo
  • 09/03/2015

    Oi gente!

    Essa semana foi muito corrida pra mim, teve a instalação da minha cozinha aqui  em casa, depois a correria pro casamento da minha prima, e eu fui madrinha, daí já viu né?

    Além do mais eu estou de férias do trabalho, mas não da faculdade. E por isso nem deu pra atualizar o bloguinho. 🙁

    Mas em contrapartida, fiz um bolinho delicioso, e isso é quase um milagre, já que eu raramante faço doces. O bom é que acabei criando um receitinha facinho facinho pra vocês, querem ver?


    Ingredientes:

    2 ovos;
    2 bananas amassadas;
    3 col de sopa de farinha de aveia;
    1 cs de amido de milho;
    1 cs de farinha de arroz;
    2 cs de açúcar mascavo (pode ser menos se a banana for nanica);
    1 cs de óleo de coco;
    1 c chá de fermento em pó;
    4 cs de doce de leite diet para rechear e decorar.

    Modo de fazer:

    Amasse as bananas e reserve. Bata os ovos (não precisa de batedeira nem liquidificador), junte as bananas e os outros ingredientes, exceto o fermento que vai por último.
    Coloque numa forma pequena (a minha é aquela de pão retangular) e leve ao forno a 180ºC por 15 ou 20 min, depende do forno. Faça o teste do palito.
    Depois corte o bolo ao meio e recheie com 3 colheres de sopa com o doce de leite e por cima espalhe mais uma colher.
    Ficou bem fofinho e foi super aprovado aqui em casa. Além do mais, os ingredientes são super saudáveis, farinhas cheias de fibras que ajudam do funcionamento do intestino. E o doce de leite é opcional também, utilizei o diet para não acrescentar mais açúcar na receita, mas você pode colocar outro recheio, ou ainda não colocar nenhum, porque o bolinho é gostoso pra tomar com café, sem mais nada rs.

    Quem fizer me conta tá?

    bjus
    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Delícia gelada de manga
  • Abóbora recheada com camarão
  • Sopa de lentilha com soja
  • 02/03/2015

    Todo mundo que me acompanha nas redes sociais, já deve ter percebido que ando in love pela nova academia.

    Fiquei 3 anos somente fazendo musculação e este ano eu tava mesmo querendo variar as atividades, pra dar um up no corpitcho e também na mente, e finalmente eu encontrei tudo isso num único lugar. E por isso estou aqui pra contar a novidade.

    Depois então de muita pesquisa fui parar aqui perto de casa na academia Ágilis,  porque nela eu faço a minha amada zumba, e também outras atividades como jumb, step e outras coisitas mais.


    Na Ágilis eu encontrei uma equipe de profissionais que gostam muito do que fazem, e isso faz toda a diferença, porque você sente acolhido e respeitado.

    A professora querida Solange, de step e body pump até liga pra saber porque não tô dando as caras na academia hahaha. E isso é muito motivador!

    A Ágilis tem um programa chamado Missão Possível, que é um treinamento totalmente adaptado para a rotina de cada aluno. Em conversa com o professor orientador do projeto, ele vai te ajudar a encaixar as atividades que você mais gosta, juntamente com seu horário disponível e a frequência que você deverá ter e assim atingir seu objetivo num prazo de 12 semanas. A academia garante que vai pegar no seu pé pra você atingir sua meta. (que pressão hahaha)

    E para motivar ainda mais meus leitores a mudar de vez o estilo de vida, inserindo a atividade física na sua vida, consegui uma parceria pra você que mora aqui na região do ABC, e a Ágilis está oferecendo um desconto especial.

    O desconto vai funcionar assim: você chega na Ágilis, diz que é meu leitor e que quer fazer uma aula experimental (papo de colega: experimente o alto astral da Zumba, não tem como não apaixonar). Depois ao se matricular, vão te isentar da matrícula e ainda vão te dar 15% de desconto na mensalidade anual.

    Não é bapho? Só não pode esquecer de dizer que chegou até a academia através do blog.

    Quem sabe a gente não se encontra por lá né? Treinar com um colega sempre dá uma maior motivação, porque se um tá desanimado, o outro nunca deixa a peteca cair.

    Para se informar melhor sobre os planos, grade de horário das aulas, acesse o site da Ágilis:

    http://www.academiaagilis.com.br/

    Agende uma visita e uma aula experiemental.

    Um bju

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Nova academia
  • Natação
  • Quem dança seus males espanta
  • 02/03/2015

    Bom diaaaaaaa!

    Quero comunicá-los que estou de férias ihuuuuuuu!

    Vamos nos ver mais por aqui eu espero rs.


    Hoje estão finalmente montando meus armários da cozinha e em dois dias ela estará prontinha pra gente gravar receitinhas novas para o canal.

    Você que ainda não conhece meu canal no You Tube, clica AQUI e vem ver os videozinhos que já andam por lá. Tem Goma de Tapioca, Temperos da minha cozinha, Marmitas da Semana, Queijo cottage, TAG – Vida saudável, Legumes de Preguiçoso, Alface Recheada, entre outros.

    Ainda tô pegando o jeito, mas dá pra reparar desde o primeiro que tenho evoluído vai rs.

    Eu só passei aqui pra dizer um oi mesmo e pra expressar minha felicidade hahaha.

    Férias é sempre um delícia né?

    Um bjaum

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Férias em Fortaleza
  • Acabou as férias
  • 25/02/2015

    Quem aí adora polenta?

    Eeeuuu! o/

    É facil fazer, anota aí:


    1 e 1/2 xícara de água;
    3 colheres de sopa de milharina/polentina ou qualquer farinha para polenta;
    1/2 xícara de frango desfiado (tem POST e VÍDEO ensinando a fazer rapidinho);
    1 dente de alho;
    1 colher de sopa de azeite para refogar o alho;
    1 tomante picado;
    3 colheres de sopa de milho verde;
    sal a gosto;
    Temperos: pimenta do reino, manjericão, açafrão.

    Modo de fazer:

    Coloque a água numa panela com a farinha de polenta e um pouco de sal. Mexa até ter uma consitência de mingau e reserve.
    Em outra panela, refogue o alho no azeite, adicione o tomate e cozinhe um pouco, se necessário coloque um pouco de água. Em seguida junte o frango, os temperos, e o milho e mexa por alguns minutos. Experimente e acerte os temperos.

    Coloque o molho de frango por cima da polenta (quente) e sirva imediatamente.

    Se quiser a polenta mais consitente, é só deixar um pouco mais no fogo baixo sempre mexendo.

    Delícia!

    Quem fizer me conta;)

    bjus

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Batata Chips de forno
  • Escondidinho de Frango e Purê com chia
  • Quiabo com frango desfiado
  • 24/02/2015

    Oi gente, tudo bem?

    Para fazer esse purê delicioso, não precisamos de quase nada sabia? Até porque a mandioquinha por si só, já uma estrela não acham?

    E que faz dieta pode sim comer purê, o que acontece é que por ser um carboidrato, você tem duas opções, ou diminui a outra quantidade de carboidrato do prato, exemplo: come menos arroz, ou aumenta a porção do purê e já faz dele, o seu carboidrato principal do prato, entendeu?

    Então, bora pra receita!


    Ingredientes:

    3 mandioquinhas picadas e cozidas;
    1/3 de xícara de leite desnatado;
    1 colher de sopa de azeite;
    Sal a gosto;
    Pimenta do reino (opcional);

    Modo de fazer:

    Depois de cozinhar a mandioquinha, amasse-a com um garfo para preparar o purê. Coloque numa panela antiaderente e leve ao fogo baixo, misture os ingredientes e mexa até estar no ponto cremoso.

    Desligue e sirva decorando com salsinha.

    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Purê de batata com leite
  • 23/02/2015

    Se você cansou do bife grelhado, que tal mudar a forma e fazê-lo assim, lindo e suculento?

    Ingredientes:
    3 bifes de filé mignon (dá pra usar qualquer carne que queira, mas prefira um corte magro e macio);
    1/2 cebola roxa cortada em tiras;
    1 tomate picado;
    1/2 talo de alho poró cortado em rodelas;
    1/2 embalagem de molho de tomate pronto (uso light por ter menos sódio);
    1 dente de alho;
    Sal a gosto;
    Temperos a gosto: cominho, pimenta do reino, majericão fresco;
    Azeite para refogar.
    Modo de fazer:
    Tempere os bifes com sal, pimenta do reino, cominho e reserve.
    Refogue no azeite a cebola, o alho e alho poró e por último, junte o tomate. Coloque os filés por cima dessa mistura, acrescente o molho de tomate e um pouco de água.
    Tampe a panela e mantenha o fogo baixo para a carne cozinhar no molho. De vez em quando, abra a panela, vire os filés e regue com o próprio caldo a carne para que ela possa curtir o tempero.
    Quando já estiver completamente cozida, que pode demorar entre 10 a 12 minutos, acrescente o manjericão, desligue e sirva.
    Os acompanhamentos podem ser arroz e salada.
    Compartilhe com os amigos:
    Comentários 0

    Leia Também

  • Bolo de Chocolate e Biomassa
  • Carne de panela com legumes
  • Legumes gratinados da Air Fryer